terça-feira, 23 de junho de 2009

Carolina Kotscho mediada por Paulo Betti

A roteirista de “Dois Filhos de Francisco”, Carolina Kotscho, falou sobre o processo de produção de um roteiro, que passa por uma minunciosa pesquisa, incluindo entrevistas com os personagens das histórias reais que baseiam a ficção. A filha de Ricardo Kotscho acaba de lançar o livro “Simplesmente Helena”, que traz a história do filme, mas agora sob o ponto de vista da mãe de Zezé e Luciano. Segundo ela, o livro dá a oportunidade de contar uma história inteira. “O filme é o trailer do livro”, brincou. Entre inúmeros assuntos, Carolina falou sobre os diferentes formatos e suportes tecnológicos, dizendo que o importante é ter uma boa base, uma boa história, um objetivo legítimo. “O roteiro não é apenas um texto técnico. Deve ser um texto sedutor”, disse ela, explicando que o roteiro deve vender o projeto aos patrocinadores, atores, distribuidores, até chegar ao público. “Quando você vê a reação do público é que a mágica acontece”, disse Carolina. Paulo Betti, mediador do Café Filosófico, falou de sua afinidade com os escritores, que fornecem matéria-prima para o seu trabalho como ator.

Um comentário:

  1. Juntamente com 52 palestras, esta palestra se encontra em meu blog http://jw-azevedo.zip.net

    ResponderExcluir